Skip to content

Está na hora de sair de casa?

Se você está pensando em deixar o conforto e a segurança da casa dos pais, saiba que talvez não exista um momento ideal para tomar essa decisão.  O importante é estar preparado emocionalmente e com as contas em ordem, mas cada pessoa fica pronta em um momento diferente da vida.

Não tem nada como a casa dos nossos pais. Sempre tem comida na geladeira, os pratos se lavam sozinhos, a casa tá sempre limpa e cheirosa e as roupas magicamente vão do cesto de roupa suja de volta à gaveta em dois dias, limpas, passadas e perfeitas.
Mas chega uma hora que a gente começa a reparar que não dá mais para ficar vivendo com eles, por mais que eles sempre digam que você pode ficar lá para sempre.

Mas chegou mesmo a hora de sair da casa da mamãe ou do papai? São pequenos (ou grandes) sinais que mostram que você cresceu, e não existe mais compatibilidade nem possibilidade de dividir o teto com eles. Melhor sair antes que a vida de vocês todos vire um inferno:

1. Vocês discutem o tempo todo
Nossos pais, sendo pais que são, tendem a achar que estão sempre certos e que os filhos serão sempre crianças, e ainda tem muito o que aprender. Acontece. É difícil para um pai ou mãe assumir que você cresceu, vai fazer o que tem vontade e seguir seu caminho. Mas se as brigas estão ficando muito pesadas e constantes, tenha paciência com eles também.

2. Seus horários não combinam
Vai que você é uma pessoa extremamente noturna, dorme super tarde trabalhando de casa ou tem um trabalho noturno, e dorme durante o dia. Às vezes nossos pais não conseguem entender que uma profissão que não é o comum também é totalmente válida. Nessa hora vale uma boa conversa e é legal tentar conciliar um horário juntos ou um acordo. Mas, se os horários não batem e eles não conseguem deixar de te acordar cedo ou você acaba acordando eles tardão, na hora que chega do trabalho, melhor repensar.

3. Você não tem liberdade
Tem pais que são super tranquilos com levar dates pra casa ou privacidade. Outros têm mais dificuldade de respeitar o espaço do filho. Se você não se sente confortável levando amigos, dates ou precisa ficar trancando seu quarto, tá na hora de pensar em sair de casa. Sua casa é para ser o seu lugar, do seu jeitinho, não?

4. Você tem condição financeira
A ordem da vida é sempre meio que a mesma: nascer, crescer, estudar, trabalhar, ter grana, sair de casa, etc. Se você tem condição financeira para ter seu próprio espaço, aposte nisso. É um processo de desprendimento, responsabilidade e mudança legal e você vai crescer muito no processo. Além do que a casa dos seus pais sempre vai estar lá se der saudade ou se você precisar de almoço urgente.

5. Você tem um relacionamento sério e quer casar
Acho que esse aqui é bem óbvio, né? Se você está para se casar ou quer morar junto, não tem nada a ver continuar na casa dos pais. Eles já tiveram você e te criaram, fazê-los aceitar mais uma pessoa que você escolheu é um pouco egoísta. Aproveite para começar uma fase nova na sua vida. Além do que, as despesas divididas em duas pessoas são bem mais leves.

Se você chegou a conclusão que esta na hora de bater asas, algumas dicas podem te ajudar:

Inicialmente, avalie a sua renda mensal e que porcentagem dela você está disposto a gastar com a sua nova casa. “Pense que, além dos gastos com a nova moradia, você também vai querer passear, se divertir, comprar coisas novas, cobrir gastos com saúde e problemas que possam aparecer, além de também guardar dinheiro”, recomenda a especialista.

Após avaliar o quanto tem disponível por mês é hora de ver em qual tipo de moradia você conseguirá se encaixar. Se o seu orçamento estiver muito apertado, pense em dividir a casa com mais pessoas. Quanto mais gente, mais barato ficará. Morar sozinho sempre será mais caro, mas para aqueles que buscam privacidade, essa é uma boa pedida.

Não se esqueça de verificar a média de valores dos gastos mensais básicos no local onde gostaria de morar: condomínio, água, luz, gás e IPTU. Esses valores variam muito de acordo com o local. Mesmo dentro de uma mesma cidade o valor pode triplicar.

Alguns lugares oferecem geladeira e fogão junto com o aluguel. Talvez seja interessante, mas analise se o valor do aluguel compensa considerando a compra desses eletrodomésticos em longo prazo. Dependendo do custo, vale a pena pegar um imóvel sem eletrodomésticos e comprá-los em prestações.

Além de todos os itens citados acima, lembre-se de que você precisará investir um pouco em móveis e decoração. Sofá, cadeiras, mesa, escrivaninha e cama são alguns dos itens básicos. Para os que gostam de um lugar mais aconchegante, preveja gastos com pintura, quadros e outros objetos decorativos. Então a dica é: se programe antes de sair da casa dos seus pais, afinal, você não vai querer voltar, não é?

Confira alguns prós e contras de morar sozinho:

Published inSem categoria

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *